Dra. Aida Moreira​ Podologista no hospital de Felgueiras

Sou Podologista… uma profissão que me realiza totalmente. Ao longo destes 17 anos de exercício profissional na minha Clínica e no Hospital de Felgueiras, tenho a estabilidade e autonomia que muitas profissões, mesmo na area da saúde, não têm. Esta estabilidade reflectiu-s,e mais recentemente com a lei 65/2014, que regulamenta a profissão e vem assim abrir portas à contratação de profissionais no sistema nacional de saúde.

Apesar de trabalhar em dois ambientes distintos (clínica privada e hospital), recebo os meus doentes com autonomia técnica e clínica, permitindo a avaliação, o diagnostico e o tratamento das patologias do pé.

Orgulho-me da minha profissão e do meu trabalho de todos os dias que evidencia o contributo que dou na melhoria da qualidade de vida dos meus doentes.


Dr. Vítor Oliveira Diretor clínico da PODOCLINICA GUIMARÃES

Na vida, não é fácil conseguir encontrar muitas coisas que nos permitam ser felizes e ao mesmo tempo que nos possamos sentir plenamente realizados. É uma sorte poder olhar para trás e constatar que a opção tomada no passado ao escolher o meu curso não foi um erro. A Podologia surgiu no meu caminho por mero acaso e naturalmente foi-se instalando pouco a pouco, moldando a minha personalidade tanto a nível profissional como a nível pessoal.

Sinto um grande orgulho e enorme satisfação pessoal por ter sido pioneiro e ter tido a oportunidade de desenvolver uma nova profissão em Portugal: a PODOLOGIA.

Sou Podologista há 20 anos e tenho a sorte de desenvolver uma atividade profissional que gosto e que me faz trabalhar todos os dias com a mesma alegria e motivação. Sempre quis ser profissional de saúde, para poder ajudar os outros e contribuir para lhes proporcionar uma melhor qualidade de vida e por isso, desenvolver a atividade clinica como Podologista permite-me realizar profissionalmente esse sonho.

Ser Podologista deu-me dimensão profissional e estatuto pessoal e financeiro, pois tudo o que sou e tenho devo á podologia e ao facto de ter abraçado esta honrosa profissão.


Dra. Helena Grenha Podologista no hospital de Guimarães

Numa altura em que a Podologia se afirma na nossa sociedade, com o reconhecimento recente da profissão, congratulo-me por fazer parte de uma profissão bem implementada e reconhecida no setor da Saúde.

Orgulho-me de ter pertencido ao corpo docente do Curso de Licenciatura em Podologia caracterizado pelo rigor de formação, com uma eficiente dinâmica de trabalho, obrigando a um contacto permanente com o conhecimento atual, através investigação.

A responsabilidade pela consulta de Podologia no Hospital Senhora da Oliveira – Guimarães, integrada no sector público, é para mim enquanto podologista uma concretização profissional pelo reconhecimento da especialidade, e uma grande realização pessoal pelo grau de satisfação dos doentes da podologia. O meu trabalho nesta unidade hospitalar tem um reconhecimento diário, pelo corpo clínico e pelos doentes, como fundamental na melhoria da qualidade de vida da população, na consciencialização para a prevenção e tratamento precoce, contribuindo para a diminuição das taxas de amputação do pé diabético. A intervenção da Podologia, pela sua especificidade e interesse na problemática do pé diabético, tem demostrado a sua importância na diminuição das complicações desta catástrofe.

Apesar do percurso árduo e muito trabalhoso, hoje sinto-me recompensada pela relação com os meus doentes na consulta e pelo contributo na melhoria da qualidade de vida que lhes posso oferecer.


Dr. Miguel Oliveira Podologista do FCP (Futebol Clube do Porto)

Escrever um testemunho da minha profissão é um orgulho pessoal e profissional, quando há cerca de 23 anos iniciei a minha formação como Podologista.

Permitiram-me que sonhasse com uma profissão livre e autónoma.

Hoje vejo o Podologista como o profissional que pode definir o seu percurso; dedicando-se à investigação clínica ou dar apoio à indústria no desenvolvimento de novas tecnologias ou ferramentas de trabalho, colaborando na melhoria da performance desportiva, na prevenção e tratamento da patologia do pé diabético e no correto desenvolvimento do pé da criança. Outros exemplos de percursos que o Podologista pode abraçar são o ensino, o exercício da profissão no sector público ou privado e a integração em clubes desportivos.

Ao acreditar na Podologia, a minha vida seguiu um caminho cheio de oportunidades profissionais e pessoais. Passo a passo, com quase 20 anos de profissão, ajudo a formar outros profissionais, sou Podologista de um clube de referência nacional e internacional, exerço a minha profissão de forma autónoma, técnica e clínica e integro equipas multidisciplinares que respeitam a minha profissão.

Ao fim do dia, apesar do cansaço, levo comigo o sorriso de satisfação do contributo que dei na melhoria da saúde dos meus doentes. É um orgulho ser Podologista.


Dra. Carla Ferreira Coordenadora da Consulta de Podologia do Hospital Lusíadas Porto
Podologista Clínica Santa Tecla em Braga
Podologista na Casa de Saúde de Guimarães

Quando em 1997 decidi que queria ser Podologista admito que foi um choque para todo a família. Era um curso não reconhecido (foi reconhecido nesse mesmo ano), uma incógnita quanto ao futuro, mas eu acreditava em mim, nas minhas opções, na minha força de vontade e sabia que ia triunfar!

Abri o primeiro consultório na Casa de Saúde de Guimarães que ainda hoje mantenho e o número de pacientes têm aumentado de ano para ano .

Também sou coordenadora da consulta de Podologia no Hospital Lusíadas Porto (à data o único Hospital do Norte com Acreditação pela Joint Commission International) onde exerço a minha profissão de forma autónoma, técnica e clinica e colaboro com outras equipas através da Unidade da Diabetes, de Medicina Desportiva, Internamento, Serviço de Atendimento Permanente, Oncologia, Fisiatria, Ortopedia e Cardiologia. Sinto-me respeitada e reconhecida pelo meu trabalho, empenho e profissionalismo, tanto pelos outros profissionais de saúde como pelos meus doentes.
O curso que em 1997 era desconhecido e uma incógnita revelou-se uma paixão e um grande amor. Amo o meu trabalho e, todos os que me conhecem, sabem o quanto me dedico a ele.
vivi com grande emoção a Aprovação do Exercício da Profissão de Podologista e a publicação da lei em Diário da Republica foi um momento inesquecível.

15 anos após ter-me licenciado não parei a minha busca na aquisição de novos conhecimentos. Fiz um Fellowship em Podiatric Medicine and Foot Surgery nos Estados Unidos da América, um Mestrado em Podiatria Clinica, vários Cursos de Cirurgia do Pé na Faculdade de Medicina da Universidade de Barcelona, entre outros, porque a formação contínua é na minha opinião extremamente importante para se ser um bom profissional.
Se nessa altura alguém me dissesse que um dia seria convidada para escrever artigos, ser oradora em Congressos de Podologia ou outras especialidades médicas e até mesmo ir à televisão falar sobre patologias do pé, eu diria que só em sonhos!

Mas, já Fernando Pessoa dizia “O sonho comanda a vida”, e foi o meu sonho de vencer, a minha perseverança e ter sempre acreditado em mim e na Podologia que determinou a pessoa que hoje sou.
A Podologia fez de mim uma Mulher feliz e realizada quer a nível pessoal quer profissional e permitiu-me estabilidade financeira.


Dr. Carlos Ferreira Podologista e diretor clinico da podoviseu clinica de Podologia

SER PODOLOGISTA É FIXE!!!!!!!

O meu nome é Carlos Amaral Ferreira e sou Podologista há 18 anos.
A Podologia surgiu na minha vida por acaso, mas como já diziam os antigos ”Nada nesta vida acontece por acaso”.

Em 1995, quando decidi entrar no Ensino Superior ouvi falar de curso novo, que era leccionado na CESPU e se chamava Podologia. Ao procurar informação sobre o curso, esta era escassa pois era apenas o segundo ano em que estava a ser ministrado em Portugal, não havendo ainda profissionais a exercer. Mesmo assim candidatei-me ao curso, mas sempre com a ideia de que se não gostasse pediria transferência para outro.

Nos primeiros meses de aulas as dúvidas relativas ao curso persistiam, mas tinha na turma um colega Espanhol, que tinha vindo propositadamente para Portugal formar-se em Podologia e cada vez que demonstrava a incerteza da minha opção ele dizia-me que a Podologia era o curso com maior potencial da Universidade. Com o avançar das aulas fui-me apercebendo do que realmente era a Podologia e comecei a constatar que não se tratava de um curso que se dedicava a tratar um simples “calo” mas que a sua área de actuação era bem mais abrangente. Avaliações da marcha, confecção de palmilhas, pé diabético e cirurgia foram algumas das áreas de estudo que me fizeram perceber o que realmente era a Podologia.
O meu AMOR pela Podologia foi crescendo ao longo do curso e o entusiasmo de o por em prática era enorme. Após a conclusão do curso o meu principal objectivo foi montar um consultório exercer a profissão aplicando todos os conhecimentos adquiridos. Ao inicio não foi fácil, mas hoje tenho muito orgulho de ter um ficheiro clínico de 13 000 pacientes.

Uma das sensações mais gratificantes para mim enquanto Podologista é poder ajudar os outros. Hoje posso dizer que me sinto realizado profissionalmente pois a Podologia é uma das áreas das ciências da saúde com maior potencial de crescimento e monetariamente bem remunerada.

Por tudo isto digo SER PODOLOGISTA É FIXE!!!!!!


Dra. Ana Silva Oliveira Podologista do grupo Luz Saúde

Uma profissão nova, dinâmica, independente, muito gratificante e cheia de bons desafios. Representa uma profissão com reconhecimento por parte dos doentes e de todos os outros profissionais de saúde.

A minha profissão é o meu orgulho